sábado, 15 de janeiro de 2011

Prazer, me chamo SAUDADE!




          Sou aquilo que ficou daquilo que se foi. Sou aquilo que você possui daquilo que  nunca foi seu.  Eu sei que você me tem, eu sei que você não me quer. Habito no teu coração e diariamente te faço chorar. Te maltrato... Te machuco... Te firo!  Mas sou um doce sentimento, lembrado sem lamento de um simples momento onde houve felicidade. Prazer, me chamo Saudade!
          Te faço ter pena de si próprio. Te levo a analisar fundo o terreno do teu coração, ver o quanto ele está vazio e pensar que um dia, ele já esteve ocupado!
          Venho a sua cabeça, toda vez em que pensas em sorrir. Interfiro em teus sonhos toda vez em que pensas em dormir. Te impeço de esquecer toda vez em que não queres lembrar.
          Qual é a minha missão? Estou aqui para provar que verdadeiros amores,  que verdadeiras amizades, e que verdadeiros sentimentos podem continuar crescendo mesmo à longas distâncias e  que as distâcias não são barreiras e sim tempos de espera! Estou aqui para te fazer lembrar, para não te deixar esquecer, para te fazer sonhar, para te fazer sofrer, para que não deixes de amar! 
         Mas não, não sou ruim: só te ajudo a dar valor e te ensino a enxergar o quanto aquela pessoa é importante e fatalmente essencial! Só faço com que enxerguem o quanto você é importante e o quanto é bom te ter por perto. Te faço querer ter de novo, faço com que queiram te ter por perto novamente. Não deixo que esqueçam de você.
          Quer me matar? Vá em frente, corra para um abraço, dê um simples telefonema, olhe aqueles retratos antigos, relembre todos os bons momentos.  Sairei do teu coração e irei habitar em outro. Mas não se preocupe, eu volto. Lembre-se: Nunca morrerei definitivamente!

2 comentários:

  1. DEMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIS ♥ escreve muito

    ResponderExcluir
  2. UOUUUU! mto mto bom :) eu me inspiro em seus posts o/\o

    ResponderExcluir